Tímido em coletiva, Vitinho garante 'conversão' na família

Revelação do Botafogo revela que apenas seu avô é alvinegro na família, e conta sobre a vida no Complexo do Alemão

LANCEPRESS! - 09/01/2012 - 19:57 Rio de Janeiro (RJ)

O atacante Vitinho se mostrou inicialmente tímido em sua primeira coletiva como profissional do Botafogo. Entre risos e provocações de companheiros, como o meia Cidinho, o jogador que acabou de ser promovido dos juniores do Alvinegro foi se soltando ao longo da entrevista.

Apesar de sua família ser composta por torcedores de vários clubes cariocas, o jovem atacante de 18 anos garante que todos serão 'convencidos' com sua chegada ao time profissional do Alvinegro:

- Só meu avô é botafoguense, mas agora todo mundo vai ser (risos). Já até consegui arranjar uma camisa para ele. Sempre que entro em campo, penso em ajudá-lo, assim como minha avó.

Oriundo do Complexo do Alemão, grande conjunto de favelas da Zona Norte carioca, Vitinho revelou como está sendo sua vida no local, e que vem sendo mais assediado do que antes. E afirmou que já está buscando uma nova moradia para este ano.

O atacante ainda contou sobre o ambiente tenso durante a ocupação da polícia na comunidade, em novembro de 2010, quando ainda atuava nas categorias de base do Audax, de São João de Meriti.

- Moro no Alemão, nasci em Bonsucesso. O clima lá mudou muito de um ano ou dois anos para cá, já dá para ver mais crianças nas ruas, só está difícil jogar uma pelada como antes. Todo mundo só fala de futebol comigo, está até chato (risos). Durante a ocupação, tive que pedir folga no Audax até que tudo se ajeitasse - destacou.

Você comentarista: