Seedorf é recebido com grande festa no Engenhão

Holandês entrou em campo no Engenhão, vestiu a 10 e prometeu: 'Vou trabalhar para ajudar o Botafogo a ir para cima!'

Gabriel Andrezo
Raphael Bózeo
Vinícius Perazzini
- 07/07/2012 - 17:58 Rio de Janeiro (RJ)

Apresentação de Seedorf no Botafogo - (Foto:Satiro Sodre/AGIF)

A esperada entrada em campo de Clarence Seedorf finalmente aconteceu. O meio-campista holandês, de 36 anos, subiu ao gramado do Engenhão na noite deste sábado, momentos antes do jogo entre Botafogo x Bahia, pelo Campeonato Brasileiro. O craque chegou de helicóptero, vestiu a camisa 10 com seu nome e falou em português com uma enlouquecida torcida no Engenhão:

- Boa noite, torcida! Muito obrigado, torcida linda. Cheguei, agora tudo vai começar. Obrigado por tudo, pelo carinho. Na próxima semana, eu vou começar a trabalhar para ajudar o Botafogo a ir para cima. Obrigado!

Seedorf é apresentado com grande festa no Engenhão

A chegada estava programada para as 17h, mas acabou atrasando em mais de meia-hora. O humorista Marcelo Adnet, mestre de cerimônias do evento, esteve em campo usando uma camisa com o nome do jogador. Às 17h35, finalmente, Seedorf chegou ao Engenhão de helicóptero, pousando em um heliponto ao lado do campo.

Seis minutos depois de pousar, Seedorf entrou em campo sob aplausos de milhares de torcedores alvinegros. Ele entrou no gramado de mãos dadas com duas crianças, também devidamente trajadas de alvinegro. Fogos de artifício, fumaça, papel picado e gritos de uma massa extasiada completaram o ambiente receptivo ao holandês.

Seedorf vestiu a camisa alvinegra no meio do gramado e saudou os torcedores. Depois de se abraçar com o presidente do clube, Mauricio Assumpção, o veterano meia pegou o microfone e falou para mais de 20 mil torcedores do Botafogo, em bom português, prometendo começar logo a treinar. Ele chegou a ensaiar um "pique", ao lado de Mauricio.

Veja as reações de Seedorf durante o jogo do Fogão

Depois de algumas embaixadinhas e um rápido bate-bola ao lado as crianças com quem entrou em campo, Seedorf logo deixou o gramado. A permanência pode ter sido rápida no primeiro momento, mas o suficiente para uma torcida apaixonada e ansiosa para vê-lo mais vezes com a camisa do Glorioso.

Você comentarista: