Com problemas de lesões, Oswaldo prepara Botafogo contra o São Paulo

Técnico não poderá contar com Andrezinho para a partida no Morumbi e terá de quebrar a cabeça para armar o meio de campo alvinegro

LANCEPRESS! - 28/08/2012 - 11:12 Rio de Janeiro (RJ)

Treino do Botafogo - 14/08/2012 - Oswaldo de Oliveira (Foto: Alexandre Loureiro)

O técnico do Botafogo, Oswaldo de Oliveira, terá problemas para montar o time que enfrenta o São Paulo, na próxima quinta-feira, no Morumbi, pela 20ª rodada do Brasileirão. No treino desta terça, no campo anexo do Engenhão, o treinador comandou uma atividade técnica para os reservas. Renato foi poupado do trabalho com bola.

Andrezinho, que torceu o tornozelo direito na partida do último domingo, contra o Flamengo, está em tratamento e passará por exames. Ele não enfrentará o São Paulo.

Já Vitor Júnior, que se recupera de uma contratura na coxa direita, apareceu no campo, correu em torno do gramado por mais de vinte minutos e chegou a fazer uma atividade com bola. A expectativa era de que ele voltasse ao time contra o time paulista, mas como não tem treinado com o grupo, é pouco provável que seja escalado por Oswaldo.

Não são apenas esses os problemas de Oswaldo de Oliveira para escalar a equipe em São Paulo. O zagueiro Antônio Carlos, o atacante Rafael Marques e o meia Fellype Gabriel, todos lesionados, e Lucas, suspenso por levar o terceiro cartão amarelo, estão fora da partida.

Os atletas dos juniores, Gegê, Dedé, Otávio, Gilberto e Vitinho, que estavam em Minas Gerais disputando a Taça BH, participaram do treinamento com os profissionais.

O jovem zagueiro Vinícius, que já treinava com o time profissional, também voltou a treinar com o grupo. Ele passa a ser uma opção para a zaga com a lesão de Antônio Carlos.

PRESIDENTE MARCA PRESENÇA NO TREINO

O presidente do Botafogo, Mauricio Assumpção, esteve no Engenhão nesta manhã e acompanhou as atividades da equipe. O gerente de futebol, Anderson Barros, também marcou presença e conversou por um longo tempo com o atacante Elkeson.

- Tenho uma boa relação com o presidente e com o Anderson. Eles sempre conversam comigo e me dão boas dicas. São conversas positivas e válidas - disse Elkeson.

Você comentarista: