Botafogo não se encaixa e sofre com passes errados

Time está entre os piores do Brasileirão no fundamento

LANCEPRESS! - 30/07/2012 - 06:58 Rio de Janeiro (RJ)

Oswaldo de oliveira - (Foto:Alexandre Loureiro)

Fundamento essencial no futebol, o passe tem sido maltratado pelo Botafogo, reflexo de um time que está longe do encaixe ideal. Até o início dos jogos de ontem, o Alvinegro era dono da terceira maior média de passes errados no Brasileirão, atrás apenas de Palmeiras e Portuguesa. A estatística ruim foi recheada por impressionantes 57 falhas contra o Figueirense, sábado, no Engenhão.

O Glorioso derrotou o Figueira por 1 a 0, mas se viu em maus lençóis pelos próprios erros. A torcida não perdoou os vacilos e passou a vaiar alguns jogadores depois de bolas mal distribuídas. No duelo, a equipe atuou o primeiro tempo no sistema 4-4-2 e o segundo no 4-2-3-1, com os meias demorando a se adaptar com a mudança ocorrida no intervalo. E não há perspectiva para que a escalação tenha padrão.

– O sistema de jogo depende dos jogadores que estão disponíveis. Temos que nos adequar ao que temos. Neste sábado, nós jogamos sem o "volantão". O Renato sacrificou-se um pouco, pois teve que correr atrás de meia. Quando eu tiver o Vitor Júnior e o Fellype Gabriel em excelentes condições, vamos jogar na forma que vínhamos jogando – comentou o técnico Oswaldo de Oliveira, admitindo que está com dificuldades.

Nem mesmo a presença de Seedorf em campo como titular nos últimos três jogos fez os dados negativos serem minimizados. A situação pode ser preocupante em um primeiro momento, mas Oswaldo de Oliveira acredita na adaptação plena do meia holandês, apesar de todas as dificuldades.

– Hoje (sábado) e contra o Vasco, ele esteve na esquerda, mais recuado. Seedorf está disposto a colaborar. Onde ele estiver, vai virar bolas importantes, dar passes em profundidade. Jogou melhor ali. Com o tempo, será pleno. Vai ser gradativo e nós vamos esperar.

Alívio para dar ajuda ao time

Passes errados também podem ser sinônimo de pressão. No sábado, o Botafogo deixou para trás uma sequência de quatro jogos sem vencer e três sem marcar, o que traz um novo equilíbrio geral.

– Não foi uma vitória tão meritória, mas merecida. Ela alivia, é claro. Tenho a convicção de que ela vai ajudar para os próximos jogos – disse Oswaldo de Oliveira.

MÉDIA DE PASSES ERRADOS – FOOTSTATS (*Sem os jogos deste domingo)

1. Palmeiras / JOGOS: 12 / P. ERRADOS: 532 / MÉDIA: 44,3
2. Portuguesa / JOGOS: 12 / P. ERRADOS: 503 / MÉDIA: 41,9
3. Botafogo / JOGOS: 13 / P. ERRADOS: 538 / MÉDIA: 41,4

Você comentarista: