Atlético-MG estuda propostas de duas fornecedoras de material esportivo

Empresa atual não fará a renovação do contrato, que expira em dezembro deste ano

LANCEPRESS! - 22/11/2012 - 17:17 Belo Horizonte (MG)

As imagens de Atlético-MG 2 x 2 Atlético-GO (Foto: Gil Leonardi)

O Atlético-MG estará de camisa nova para a próxima temporada. Isso porque a Topper, atual fornecedora de material esportivo, não renovou contrato. Apesar de esboçar interesse na renovação, Nike e Penalty oferecem valores bem superiores ao oferecido pela atual marca.

Por dois anos, a Topper foi a fornecedora dos uniformes alvinegros. No atual contrato, a empresa pagava R$ 8 milhões por ano para ter sua marca estampada. O Atlético-MG deverá fechar um contrato de dois anos com o novo fornecedor. As reuniões de negociação devem acontecer já na semana que vem.


A indefinição entre Penalty e Nike ocorre devido à cobertura proposta por cada marca nas categorias profissionais e de base. A primeira se compromete a patrocinar todas as categorias de futebol do Galo. A Nike, por enquanto, só se comprometeu com o profissional. Perguntado sobre a sua preferência, o presidente Alexandre Kalil foi direto.

- Quem pagar melhor - declarou.

Os valores ainda não foram oficialmente divulgados, mas em comparação com outros clubes brasileiros o Atlético-MG terá uma melhora relevante em seus cofres com o fechamento de um novo contrato. Atualmente, a Nike paga cerca de R$ 15 milhões ao Internacional. A Penalty fechou recentemente um contrato no valor de R$ 12 milhões com o São Paulo.

A vaga para a Libertadores e a possível permanência de Ronaldinho no Atlético-MG poderão ser outros atrativos para aumentar ainda mais a renda atleticana.

Na próxima semana, Alexandre Kalil pretende se reunir com representantes da Nike para estudar a contraproposta da empresa americana. A permanência de Ronaldinho estaria diretamente ligada a um possível aumento da proposta da empresa americana.

É de conhecimento que a marca procura um clube para patrocinar em cada cidade-sede da Copa das Confederações de 2013. Além do Santos, a marca já estampa as camisas de Corinthians, Coritiba, Internacional e Bahia.

Você comentarista: